Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Tsunamis
Domingo, 26 dez 2006 - 08h00

Violento terremoto atinge a costa norte de Sumatra e mata milhares de pessoas

26 dez 2004 - 09h00 - Durante a madrugada deste domingo um dos mais violentos terremotos já registrados atingiu o norte da ilha de Sumatra na Indonésia. O evento, de 8.9 graus na escala Richter provou ondas gigantes, conhecidas como tsunamis, que atingiram a Tailândia, Índia, Malásia e Sri Lanka. Já são mais de 3 mil o número de mortos.

O evento principal foi seguido por uma série de after-shocks, que são terremotos desencadeados por um evento maior. O primeiro evento e de maior intensidade se deu às 00h58 UTC (22h58 de sábado, Hora de Brasília) sob as coordenadas 3.3 N e 95.78 E, a 10 quilômetros de profundidade. Seguiram-se entãomais 16 terremotos, com intensidade variando entre 5.9 e 6.3 graus Richter. Todos os eventos foram detectados na região sul e sudeste asiática e duraram até às 11h05 UTC (09h05 Hora de Brasília).

Segundo o Instituto de Pesquisas Geológicas do EUA, USGS, esse foi o quinto maior terremoto ocorrido na história e o maior desde 1952.

A intensidade do evento deste domingo foi tão violenta que os sismógrafos instalados na América do Sul, e disponibilizados com exclusividade pelo APOLO11.COM, ficaram incompreensíveis, confome mostra a imagem abaixo, feita pela estação sismográfica de Riachuelo, no Rio Grande do Norte.

A ilha de Sumatra se localiza em uma região extremamente propensa a abalos sísmicos de grande intensidade.

O devastador terremoto do dia 26 de Dezembro ocorreu na interface entre as placasda Índia e Burma e foi causado pela liberação do estresse que se desenvolve na subducção da placa Índica sobre a placa de Burma.

A tectônica da região é bastante complexa e envolve a interação das placas Australiana, Sunda e Eurasiana, além dos movimentos da placa da Índia e de Burma.

As placas Índica e Australiana movem-se em sentido nordeste a razão de 5 cm por ano com relação à placa de Burma. Isso resulta em uma convergência oblíqua na região da fossa de Sunda. Alguns desses movimentos oblíquos resultam em falhas e rifts que separam as placas de Burma e Sunda.

Os maiores terremotos já registrados o planeta ocorrem em áreas de subducção,onde uma placa afunda abaixo de outra. Entre esses incluem-se o o maior de todos os terremotos, ocorrido no Chile em 1960, que alcançou a marca de 9.5 graus Richter, o terrremoto de 9.2 graus, em Prince William Sound, Alaska, em 1960, o de Andreanof, também no Alaska, em 1957, com 9.1 graus e o de magnitude 9.0 graus, ocorrido na península de Kamchatka, na Rússia, em 1952.

Cálculos preliminares feitos hoje, após a incrível série de aftershocks, mostram que pelo menos 1000 quilômetros de junção entre placas escorregaram devido aos terremotos, a maioria deles ocorrida em baixas profundidades entre o norte de Sumatra, 3 graus norte, e a ilha de Andam, 14 graus norte.


5 milhões bombas atômicas
O terremoto que sacudiu o sul e sudeste da Ásia neste domingo, calculado pelo USGS em 8.9 graus, liberou uma energia equivalente a 60 bilhões de toneladas de TNT. Para se ter uma idéia, isso equivale a aproximadamente à explosão de 5 milhões de bombas atômicas iguais a que atingiu a cidade de Hiroshima, no Japão, durante a Segunda Guerra Mundial em agosto de 1945, devastando a cidade







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles