Mapas e imagens de satélite sobrepostos




   Abril de 2005
   Iceberg se choca com geleira e muda mapa da Antártida


O iceberg B-15A, de 115 quilômetros, quebrou uma ponta de 5 quilômetros da "língua de gelo" Drygalski, segundo as imagens enviadas pela Envisat, plataforma de observação da Agência Espacial Européia.

Drygalski é grande o bastante para aparecer como permanente nos mapas da Antártica.

O iceberg parece não ter sofrido alterações com o choque, que já vinha sendo esperado pelos cientistas.

A Agência diz que mais da metade do iceberg ainda vai passar por Drygalski e, por isso, é possível que a língua de gelo ainda sofra novos danos.


Observação

A Agência vinha acompanhando o movimento do iceberg e, desde janeiro, estava claro que ele estava em rota de colisão com Drygalski, que tem 70 quilômetros de comprimento e avança sobre o mar de Ross.

O iceberg tem uma área de mais de 2,5 mil quilômetros quadrados, área semelhante à de Luxemburgo.

O B-15A é a maior área remanescente de um iceberg ainda maior, o B-15, que se desprendeu da geleira de Ross em março de 2000.

O B-15A tinha uma área de 11,6 mil quilômetros quadrados – equivalente à da Jamaica –, mas se quebrou em pedaços menores.

Desde então, o B-15A, a maior parte do iceberg original, se moveu em direção à área de McMurdo Sound, onde bloqueou as correntes marinhas e levou a um aumento de gelo no mar.

Agora, o verão da Antártica está terminando e as observações diretas ficam limitadas.

Por isso, as imagens estão sendo transmitidas pelo radar da plataforma, que consegue atravessar as pesadas nuvens das tempestades polares.

Saiba mais

Março de 2007
A caminho de Plutão sonda fotografa vulcão em erupção em lua de Júpiter

Fevereiro de 2007
Satélite mostra rua de nuvens sobre os Grandes Lagos

Janeiro de 2007
Cometa C2006 P1 McNaught visível sobre São Caetano




Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard