Apolo11.com - Imagens de satélite, tecnologia e fenômenos naturais



Imagens de satélite e sensoriamento remoto

Casal de pesquisadores escapa ileso após acidente com o hidroavião Talha-Mor
São Paulo, 21 de Novembro de 2003
ÍNDICE GERAL   

Surpreendido por forte tempestade e com seu hidroavião cercado por descargas elétricas, Gérard Moss foi obrigado a tentar o pouso forçado no meio do mato, na Chapada dos Guimarães (MT), evitando as árvores e controlando a aeronave até se chocar com uma cerca de arame.

O Talha-Mar, hidroavião transformado em laboratório aéreo contando com tecnologia de ponta para a coleta e análise de amostras de água doce, foi destruído, mas o casal Gérard e Margi Moss saiu ileso do acidente.

Para quem é dono de um recorde mundial de aventura, por ter dado a volta ao mundo sozinho a bordo de um moto-planador, e tem a habilidadede mais de 3.000 horas de vôo, o episódio poderia ter sido apenas mais uma situação de perigo numa vida dedicada à expedições arriscadas, mas dessa vez o acidente marca as dificuldades e os obstáculos inerentes a um projeto inédito que contribui de forma preciosa para a pesquisa científica e a preservação do meio ambiente brasileiro: o Brasil das Águas.

Ao todo, Gérard e Margi voarão mais de 100 000km pelo Brasil (o equivalente a duas voltas ao mundo) colhendo amostras de águas em mais de 1.000 rios e lagoas próximos aos grandes centros ou em lugares distantes de acesso impossível a qualquer tipo de meio de transporte, somente acessíveis a um hidroavião adaptado que realiza coletas d'água sem a necessidade de pouso.

O casal Gérard e Margi Moss, um suíço e uma queniana naturalizados brasileiros por paixão, estão chegando nesta quinta-feira (20/11) ao Rio de Janeiro vindos de Rondonópolis (MT), cidade para a qual foram levados após serem resgatados na Chapada. Na bagagem, além das amostras d'água que conseguiu salvar após 10 dias de vôos pela região Centro-Oeste, Gérard traz a certeza de que o Brasil das Águas não vai parar, e sua vontade de levar a cabo o projeto programado para durar 12 meses é cada vez maior.

Nos primeiros 30 dias de vôos com o Brasil das Águas, após a coleta de quase 200 amostras d'água, o piloto já salvou pescadores numa tempestade no Rio Paraná, foi cercado por jacarés no Rio Paraguai, voou com o cacique Aritana no Xingu, dormiu em acampamento de sem-terras na região do Araguaia e foi obrigado a interromper temporariamente a expedição com o acidente em Mato Grosso

Media Guide





IMAGENS DE SATÉLITES !    Clique e conheça nosso Vídeo Workshop de sensoriamento remoto e imagens meteorológicas.
Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2001 - 2019
Política de Privacidade

"Se tivéssemos de aturar dos outros tanto quanto nos permitimos a nós mesmos, a vida seria insuportável" - Georges Couteline