Mapas e imagens de satélite sobrepostos




Furacão Alex continua perdendo características tropicais

06 Agosto 2004 70h02 - Após atingir o status de categoria 1, o furacão Alex continua perdendo sua intensidade. Em último boletim, divulgado às 06h00 desta quinta-feira, o Centro Nacional de Furacões (NHC), localizado em Miami, Flórida, informa que a tempestade também continua perdendo suas características tropicais.

No momento deste boletim, Alex localizava-se a 885 km do Cabo Race, na Terra Nova, sob as coordenadas 46.5 N e 41.5 W. A velocidade dos ventos sustentados do furacão, agora categoria 1, era de 120 km/h com fortes rajadas e sua pressão era de 984 milibares.

Segundos cientistas do NHC, à medida que Alex se dirige para o norte, em direção às águas mais frias do Atlântico, suas características tropicais vão se perdendo e é previsto que ainda hoje, Alex se transforme em tempestade extratropical.


Furacão Alex afasta-se para
alto-mar no Atlântico Norte

04 Agosto 2004 10h57 - Centro Nacional de Furacões (NHC), localizado em Miami, Flórida, acaba de suspender todos os avisos de furacão, após Alex, o primeiro furacão da temporada, continuar avançando para o alto-mar, sem representar perigo para a costa norte-americana ou ilhas em seu caminho.

Segundo o NHC, às 08h00 BRT, Alex movia-se a 28km/h em sentido nordeste e seu centro localizava-se a 285 km a este-nordeste co Cabo Hatteras, na Carolina do Norte. Os ventos sustentados eram de 150 km/h com fortes rajadas, que podiam ser sentidas a até 75 km desde seu centro com esta intensidade.

Na foto ao lado, vemos um habitante de Cabo Hatteras observando as grandes ondas logo após a passagem do furacão.










Furacão Alex intensifica-se e
transforma-se em categoria 2

03 Agosto 2004 19h00 - O primeiro furacão da temporada 2004 no Atlântico norte, Alex, aumentou ainda mais de intensidade e seu status agora é de categoria 2.

Segundo dados do Centro Nacional de Furacões (NHC), localizado em Miami, Flórida, e divulgados às 19h00 BRT, o furacão Alex estava localizado naquele momento sobre as coordenadas 35.6 N e 74.5 W, distante 88 km a leste-nordeste do Cabo Hatteras, na Carolina do Norte.

Neste momento, Alex desloca-se a 27 km/h em sentido nordeste, produzindo ventos sustentados que chegam a 170 km/h com violentas rajadas. A pressão barométrica em seu centro é de 972 milibares.

Duas empresas privadas norte-americanas, Weatherflow inc. e Hurricane Intercept Research Team, reportaram ventos sustentados de 115 km/h com rajadas de 163 km/h nas proximidades do cabo Hatteras.


Tempestade Alex transforma-se em
furacão na costa da Carolina do Norte

03 Agosto 2004 06h33 - Conforme previsto por cientistas do Centro Nacional de Furacões (NHC), localizado em Miami, Flórida, a tempestade Alex aumentou de intensidade nas últimas horas, transformando-se no primeiro furacão da temporada de 2004 sobre o Atlântico Norte. O status atual da tormenta e de categoria 1 nas escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

No último boletim divulgado pelo órgão, às 03h00 de hoje, Alex movia-se em sentido nordeste a 14 km/h. O centro da tempestade estava localizado sobre a latitude 33N e 77.4 W, a 120 km do sul-sudeste de Wilmington, na Carolina do Norte.

No momento deste boletim, a pressão barométrica, medida por aviões de reconhecimento, era de 983 milibares, enquanto os ventos sustentados eram de 120 km/h com rajadas atingindo 155 km/h.
Bóias marítimas, localizadas a 170 km de distância do furacão, registravam rajadas de 90 km/h.

Segundo o NHC, o centro do furacão Alex deverá passar muito próximo à costa da Carolina do Norte ainda hoje, e um aumento na intensidade dos ventos também está previsto.


Tempestade Alex pode transformar-se
em furacão nas próximas horas

02 Agosto 2004 12h50 - A tempestade tropical Alex, primeira da temporada de 2004 no Atlântico Norte ganhou força nas últimas horas.

Deslocando-se a uma velocidade de 9 km/h em sentido este-nordeste, a tempestade localiza-se neste momento a 200 km a sudeste de Charleston, Carolina do Sul.

Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC), localizado em Miami, Flórida, a tormenta deverá aumentar ainda mais de intensidade nas próximas 24 horas e poderá transforma-se em furacão categoria 1 na escala Saffir-Simpson.

No momento deste boletim, a pressão barométrica havia baixado para 993 milibares e os ventos, com velocidade de 95 km e fortes rajadas, podiam ser sentidos com essa intensidade a 165 km desde o centro da tormenta.


Formada a primeira tempestade
tropical da temporada de 2004: Alex

01 Agosto 2004 14h52 - Primeira tempestade tropical do Atlântico Norte já tem nome: Alex. O Centro Nacional de Furacões, de Miami, EUA, acaba de informar que a depressão tropical TD1 ganhou força nas últimas horas e se transformou na primeira tempestade tropical da temporada de furacões do Atlântico Norte. Esse sistema foi batizado de Alex por cientistas norte-americanos e no momento deste boletim encontrava-se a 128 km a sul-sudeste de Charleston, na Carolina do Sul. A velocidade dos ventos, segundo dados de aviões caça-furacões, é de 65 km/h e a pressão barométrica é de 1010 milibares. Modelos de previsão indicam que Alex deverá chegar muito próximo à costa da Carolina do Sul ainda esta noite.

01 Agosto 2004 09h05 - Imagens de satélite indicam que a depressão tropical TD1 permanece pobremente organizada a 72 km a este-sudeste de Charleston, na Carolina do Sul. Os ventos sustentados estão por volta de 52 km/h com algumas rajadas. Não há previsão de mudanças significativas na intensidade dos ventos para as próximas 24 horas. Segundo o NHC (Centro Nacional de Furacões) a pressão barométrica é de 1009 hPa.

31 julho 2004 16h00 - Formada a primeira depressão tropical da temporada de 2004. O Centro Nacional de Furacões (NHC) localizado em Miami, anunciou às 16h00 deste sábado a formação da primeira depressão tropical da temporada de furacões de 2004. Esse sistema localiza-se a 280 km a sul-sudeste de Charleston, na Carolina do Sul e segundo o órgão, um ligeiro aumento na velocidade dos ventos está previsto para domingo, o que poderá elevar a categoria do sistema para tempestade tropical.



Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2020
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Político honesto é o que, depois de comprado, permanece comprado" - Simon Cameron