Mapas e imagens de satélite sobrepostos




Furacão Charley enfraquece, mata 15 pessoas e deixa um prejuízo de 20 bilhões de dólares
Furacão Danielle se forma no Atlântico norte
Earl ameaça no Mar do Caribe

Domingo, 15 de Agosto 2004, 08h00 - Os prejuízos causados pelo furacão Charley, de categoria 4, são incalculáveis, mas especialistas em finanças norte-americanos estimam que o valor pode ultrapassar 20 bilhões de dólares. Segundo as autoridades, pelo menos 13 pessoas morreram em consequência direta do furacão.

Chaley atingiu os estados da Flórida e Carolina do Sul entre sexta e sábado e no momento deste boletim rumava para águas mais frias do Atlântico Norte, já na condição de tempestade tropical.

A cidade de Punta Gorda, na Flórida foi uma das mais atingidas. Rajadas de vento chegaram a 297 km/h. Centenas de casas foram destruídas (foto ao lado).

Segundo o Centro Nacional de furacões, a pressão barométrica no olho do furacão Charley atingiu 953 milibares.

Em todo os estado, mais de 2 milhões de pessoas estão sem enegia elétrica. Em Washington, o presidente Geoge Bush anunciou a liberação de verbas para que as pessoas possam reconstruir suas moradias e estabelecimentos.

A magnitude do desastre é sem precendente, informou o governo norte-americano.

Furacão Danielle se forma no Atlântico norte
Earl ameaça no Mar do Caribe


Domingo, 07h32 - A tempestade Danielle ganhou força nas últimas horas e transformou-se em furacão, mas as atenções estão voltadas para a tempestade tropical Earl. Este sistema deve transformar-se em furacão e avançar em direção à Jamaica, Cuba e Golfo do México.


Histórico

Furacão Charley atinge a Flórida, cruza a península
e ruma para a Carolina do Sul

E mais duas tempestades ameaçam o continente

14 de Agosto 2004, 07h45 - Os Estados Unidos contam os prejuízos. Mesmo tendo atingido áreas menos populosas que o previsto inicialmente, o furacão Charley atingiu o estado da Flórida com tanta intensidade que especialistas em finanças estimam que os prejuízos causados pelo furacão deverá ser o maior de toda a história americana, causado por fenômenos desta natureza. Os prejuízos podem passar de 10 bilhões de dolares.

Segundo o Centro Nacional de furacões (NHC) localizado na Flórida, o furacão Charley atingiu o estado com ventos de 233 km/h. A pressão barométrica era de 953 milibares.

A tempestade, categoria 4 na escala Saffir-Simpson, continuou atravessando todo o estado da Flórida durante a madrugada e neste momento ruma para o estado da Carolina do Sul, com ventos de 142 km/h. A tempestade deve atingir o estado ainda nesta tarde.

Mais duas tempestades se formam no Atlântico
Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC), mais duas tempestades se formaram nas últimas horas sobre as águas quentes do oceano Atlântico: tempestade tropical Danielle e depressão tropical 5. Ambos os sistemas devem se fortalecer nas próximas horas.
Segundo o centro, monitoramento especial está se dando à depressão tropical 5. Este sistema deve se tornar tempestade tropical ainda na tarde de sábado e atingir o status de furacão na segunda-feira. Cartas de previsão (lado) indicam que esse sistema deve atingir diversas países caribenhos, entre ele Jamaica e Cuba, castigados pelo furacão Charley durante esta semana.


Furacão Charley atinge categoria 4
e chega a costa oeste da Flórida

13 de Agosto 2004, 18h00 - O Centro Nacional de furacões (NHC) localizado na Flórida, acaba de informar que o furacão Charley intensificou ainda mais e passou a categoria 4 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Isso faz de Charley um violento furacão e o mais forte a atingir a costa oeste da Flórida nos últimos 80 anos.

No momento deste boletim Charley localizava-se a poucos quilômetros do porto de Charlotte, produzindo ventos sustentados de 236 km/h com rajadas de 290 km/h.

Autoridades norte-americanas estão trabalhando intensamente para evacuar as cidades costeiras na rota do furacão. Estima-se que 3 milhão de pessoas já foram deslocadas de suas casas.


Neste momento 500 mil pessoas já estão sem eletricidade no estado. Os aeroportos de Tampa, Fort Myers Sarasota, St. Petersburg e Key West estão fechados.

Charley é um furacão tão intenso quanto o furacão Hugo, que em 1989 matou 82 pessoas e causou prejuízos de 7 bilhões de dólares, quando atingiu o estado da Carolina do Sul.

A cartas de previsão de deslocamento, mostrada ao lado, indica que Charley deve atravessar todo estado da Flórida com intensidade de furacão.


Furacão Charley atinge Havana e deve
atingir a Fórida em algumas horas

13 de Agosto 2004, 06h24 - O Centro Nacional de furacões (NHC) localizado na Flórida, informou às 06h00 que o furacão Charley, localizado neste momento a apenas 65 km da Baia de Tampa na Flórida, deve atingir o continente em algumas horas.

Charley atingiu a cidade de Havana durante a madrugada. Ainda não há notícias de vítimas. "Os ventos são inacreditavelmente fortes", disse Coralia Pena, uma porta-voz do Partido Comunista, através de e-mail. Coralia informou também que a eletricidade em Havana foi cortada para evitar acidentes.
Os ventos fortes, aliado às pesadas chuvas, encheram as ruas de Havana de entulho. Havana tem uma população de 2 milhões de pessoas.

Maior furacão em 80 anos
Segundo o NHC, Charley deverá aumentar ainda mais de velocidade, passando a categoria 2 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Se isso ocorrer, será o maior furacão a atingir a costa oeste da Flórida nos últimos 80 anos.
Segundo Max Mayfield, diretor do NHC, Charley poderá atingir até a categoria 3 antes de atingir a cidade de Tampa.

"Minha principal mensagem para a população do oeste da Flórida, que nunca experimentou os efeitos de um furacão desta intensidade, é que isso não é brincadeira e vidas podem ser perdidas", disse o governador da Flórida Jeb Bush, em pronunciamento na TV. Jeb, irmão do presidente Bush, destacou tropas para evacuar áreas e conduzir a população para regiões mais seguras, estimada em meio milhão de pessoas.

Na foto acima, um morador da cidade de Tampa protege sua loja antes da chegada do furacão.

No momento deste boletim, Charley produzia ventos sustentados de 175 km/h, apenas dois quilômetros menor que um furacão categoria 2. Suas rajadas atingiam 202 km/h e a pressão barométrica, medida por aviões caça-furacões era de 970 milibares.


Tempestades Bonnie e furacão Charley
devem atingir os Estados Unidos

12 de Agosto 2004, 10h16 - O Centro Nacional de furacões (NHC) localizado na Flórida, acaba de informar que o furacão Charley deverá atingir a cidade de Havana na madrugada desta sexta-feira e continuar rumando, fortalecido, em direção à Tampa, capital da Flórida.

No momento deste boletim, Charley localizava-se a muito próximo da costa noroeste da Jamaica, sobre as coordenadas 19.2 N e 80.5 W. Segundo os mapas de rastreio ao lado, o estado da Flórida deverá ser atingido pelo furacão entre sexta-feira e sábado.

Com ventos atingindo 140 km/h e fortes rajadas, Charley avança próximo à Cuba com velocidade de 16 km/h em sentido nordeste e sua pressão neste momento é de 986 milibares.


Enquanto Charley ameaça Cuba e o estado da Flórida com status de furacão, A tempestade tropical Bonnie também avança sobre o continente norte-americano com ventos de 95 km/h e deverá atingir também a Flórida ainda hoje. Segundo o mapa de previsão ao lado, a tempestade deverá atravessar toda a costa leste dos Estados Unidos.


Tempestades Bonnie e Charley ganham
força no Atlântico Norte

10 de Agosto 2004, 06h34 - O Centro Nacional de furacões (NHC) localizado na Flórida, acaba de informar sobre a formação de duas tempestades tropicais, Bonnie e Charley, sobre as águas quentes do Atlântico Norte.

As cartas de previsão, à direita, mostram que tanto Bonnye, como Charley, podem atingir o status de furacão. Ambas também devem atingir grandes áreas habitadas.

Segundo o órgão, Bonnie é uma tempestade tropical muito pequena, localizada sobre as coordenadas 23.6 N e 90.1 W, a 624 km da foz do Rio Mississipi.
Os ventos sustentados de Bonnie chegam a 85 km/h com fortes rajadas. A pressão estimada em seu centro é da ordem de 1007 milibares e seu sentido de deslocamento é para oeste-noroeste a uma velocidade de 12.8 k/h.

O NHC informa que este sistema deve ganhar força nas próximas 24 horas, com respectiva queda na velocidade de deslocamento.

Tempestade Charley
Localizada sobre as coordenadas 13.0 N e 66.3 W, a 725 km a sul-sudeste de Santo Domingo, na Republica Dominicana, a tempestade tropical Charley move-se ama velocidade de deslocamento de 40 km/h em sentido oeste-noroeste. Esse movimento deve manter-se durante as próximas horas.

Segundo o NHC, Charley produz ventos sustentados de 65 km/h com violentas rajadas que podem ser sentidas a 170 km de distância desde seu centro. A pressão no centro de Charley era de 1005 milibares. Ainda segundo o NHC, esse sistema também deve se fortalecer nas próximas 24 horas




  Tempestade
Earl

Furacão
Danielle

Imagens
de satélite


Escala
Saffir-Simpson


Temporada de
Furacões 2004


Tempestade
Jeanne


Furacão
Ivan


Furacão
Frances


Furacão
Charley


Furacão
Alex





Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2021
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Governar é roubar, todo mundo sabe disso" - Calígula